sábado, 10 de novembro de 2007

Um momento. Clarice Lispector...

“Sinto que todos os afetos da minha alma encontram, na voz e no canto (...) as suas próprias modulações, vibrando em razão de um parentesco oculto, para mim desconhecido, que entre eles existe. Mas o deleite de minha carne, ao qual se não deve dar licença de enervar a alma, engana-me muitas vezes. Os sentidos, não querendo colocar-se humildemente atrás da razão, negam-se a acompanhá-la (...) Deste modo peco sem consentimento, mas advirto depois."

(...) Assim flutuo entre o perigo do prazer e os salutares efeitos que a experiência nos mostra (...) Quando, às vezes, a música me sensibiliza mais que as letras do que se cantam, confesso com dor que pequei. Neste caso, por castigo, preferiria não ouvir cantar. Eis em que estado me encontro.”

(...) Estou melancólica. É de manhã. Mas conheço o segredo das manhãs puras. E descanso na melancolia.”

6 comentários:

Kiara Guedes disse...

Oi Mari, vim desejar um ótimo final de semana! Clarice é sempre uma ótima opção.
Bjs

citadinokane disse...

Bom domingo minha amiga.
Bjs,
Pedro

Mari disse...

Kiara,

Excelente fim de semana pra você. Clarice é maravilhosa.

Bjs

Mari disse...

Citadinokane ou Pedro,

Ah meu amigo! Você é demais na minha saudade. Não se refugie viu. Deixa essa máscara de lado. Tão logo resolva umas situações farei contato com você para irmos ao Boteco, e ai de ti que não compareça, hum, hum, rsrsrs

Beijos querido e saúde pra você.

Cris Moreno disse...

Descansar na melancolia...caramba ! Essa foi demais !

Beijos.

Mari disse...

Pois é Cris, descansar na melancolia, profunda né? Mas, interessante...

Abraços