quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Clarice Lispector...

Um mundo que cai...

autor: ricardo costa - olhares.com

“Escrevo neste instante com algum prévio pudor por vos estar invadindo com tal narrativa tão exterior e explícita. De onde no entanto até sangue arfante de tão vivo de vida poderá quem sabe escorrer e logo se coagular em cubos de geléia trêmula. Será essa história um dia o meu coágulo? Que sei eu. Se há veracidade nela – e é claro que a história é verdadeira embora inventada – , que cada um a reconheça em si mesmo porque todos nós somos um e quem não tem pobreza de dinheiro tem pobreza de espírito ou saudade por lhe faltar coisa mais preciosa que ouro – existe a quem falte o delicado essencial.”


6 comentários:

Codinome Beija-Flor disse...

Me fez lembrar da música da Maysa (que tá na moda essa semana).
Meu mundo caiu
(Maysa)

Meu mundo caiu
E me fez ficar assim
Você conseguiu
E agora diz que tem pena de mim
Não sei se me explico bem
Eu nada pedi
Nem à você nem à ninguém
Não fui eu que caí

Sei que você entendeu
Sei também que não vai se importar
Se meu mundo caiu
Eu que aprenda a levantar

Bjos

Mari disse...

A postagem foi no exato momento em que ouvia a personagem de interpretação da Maysa, cantar tal melodia...

Maysa e Clarice juntas? Que tal? Aqui estão...

Bj

Márcia(clarinha) disse...

O que somos além de doce invenção?
[nem sempre tão doce, nem sempre invenção]

lindos dias de todos os anos minha flor
beijos

Luciane Fiuza disse...

Oi, linda. que bom que voltou. E arrasando, como sempre. Tô leando o post lá p/ Lu.
Ei, inaugurou um bistrô (café, restaurante e livraria) aqui perto de casa. Tens que conhecer, muito legal. Vamos marcar.
Abs!
Lu.

Mari disse...

Verdade Clarinha. Doçura ou invenção?

Bjs bela!

Mari disse...

Lu,

Fique à vontade. O blog é nosso. O bistrô, visitaremos em breve...

Bjs