domingo, 2 de março de 2008

Cai chuva...





Cai chuva do céu cinzento
Que não tem razão de ser.
Até o meu pensamento
Tem chuva nele a escorrer.

Tenho uma grande tristeza
Acrescentada à que sinto.
Quero dizer-ma mas pesa
O quanto comigo minto.

Porque verdadeiramente
Não sei se estou triste ou não.
E a chuva cai levemente
(Porque Verlaine consente)
Dentro do meu coração.

(Fernando Pessoa, 15-11-1930)


4 comentários:

Luciane Fiuza disse...

Leio o post ouvindo o som da chuva caindo, a paraense chuva da tarde... A tristeza só presta quando tem poesia, não é amiga?!

Bjs!

Lu.

mari disse...

Lu,

A chuva cai, e para alguns corações, cai romanticamente lá fora...

bjs

Cris Moreno disse...

Estou levando tudo: imagem e poesia.

Mari, esta música do Sinatra, pelo amor de Deus...fica difícil sair do blog assim... rsrs

Beijinhos.
Amo-te.

Mari disse...

Cris,

Eu vou chamar a polícia hein! Rsrsrs

Fique à vontade amiga.

Quanto ao Sinatra, realmente, a música é linda mesmo...

Bjs