sexta-feira, 16 de maio de 2008

Caminho...

Era um caminho que de tão velho, minha filha,
já nem mais sabia aonde ia...
Era um caminho
velhinho,
perdido...
Não havia traços
de passos no dia
em que por acaso o descobri:
pedras e urzes
iam cobrindo tudo.
O caminho agonizava,
morria
sozinho...
Eu vi...
Porque são os passos que fazem os caminhos!
(Mário Quintana)


4 comentários:

Cris Moreno disse...

Caramba, tá tudo tão lindo por aqui!

Limpinho e leve! Genial.

Beijos.
Bom final de semana.

Codinome Beija-Flor disse...

Ah! Nossos caminhos, principalmente o que nos levam pela alma.
Bjos

Mari disse...

Tá limpo mesmo Cris, tudo claro, rsrsrsrs...

Bjs

Mari disse...

O caminho da alma é infinito Beija-flor, assim acho. Portanto, um enigma, uma longa jornada...

Bjs