sábado, 4 de agosto de 2007

Cecília Meireles...

Diálogo

Minhas palavras são a metade de um diálogo obscuro
continuando através de séculos impossíveis.


Agora compreendo o sentido e a ressonância
que também trazes de tão longe em tua voz.


Nossas perguntas e resposta se reconhecem
como os olhos dentro dos espelhos. Olhos que choraram.


Conversamos dos dois extremos da noite,
como de praias opostas. Mas com uma voz que não se importa...


E um mar de estrelas se balança entre o meu pensamento e o teu.
Mas um mar sem viagens.



"...e por falar em saudades, onde anda você?"


8 comentários:

Navi Leinad disse...

Ih, faltou um "e" em Meireles rsrsrsrs...

Camiseta Personalizada disse...

Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Se você quiser linkar meu blog no seu eu ficaria agradecido, até mais e sucesso.(If you speak English can see the version in English of the Camiseta Personalizada.If he will be possible add my blog in your blogroll I thankful, bye friend).

Mari disse...

Ivan,

Valeu a abreviação. Já corrigi.

Abraços

Mari disse...

Camiseta,

Já estás linkado.

citadinokane disse...

Um mar de estrelas nos separa...
De Plutão, vejo tudo.
Besos,
Pedro

Mari disse...

Pedro, nas alturas...

Bjs

Fernando disse...

A exemplo do "camiseta personalizada", encontrei teu blog por acaso. Antes o conhecia como "aquarela", título bem sugestivo ao seu astral pessoal. "Alquimia" sugere a transformação. Algo deve ter determinado a mudança. Mas o blog continua simpático e, como sempre, bastante romântico. Tomara que seu romantismo formal (exposto no blog) seja compatível com o seu romantismo real.
Um beijo,
Fernando.

Mari disse...

Fernando,

As postagens que faço são realmente muito de mim. Gostaria de ousar mais, mas não dá, quem sabe um dia. Aqui ou ali procuro fazer isso sem "pegar muito pesado". O meu romantismo formal é compatível e muito com o real. Pena que no mundo em que vivemos isso desapareça um pouco devido a falta de tempo de todos nós. É sempre prazerosa a presença de comentários como o seu, bem crítico por sinal, especialmente no que diz respeito ao meu lado pessoal. Parece até que você me conhece há tantos anos???

De qualquer forma vou te esperar sempre.

Abraços

Mari