quinta-feira, 21 de agosto de 2008

A coisa...


A gente pensa uma coisa, acaba escrevendo outra e o leitor entende uma terceira coisa... e, enquanto se passa tudo isso, a coisa propriamente dita começa a desconfiar que não foi propriamente dita.


Mario Quintana (Caderno H)

2 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

Uau!!
Olha só que isso é a verdade mais verdadeira que li...

Escrevo o que penso, lêem do avesso e entendem diferente, sobre o que mesmo eu escrevi? ;)

lindo dia flor
beijos

Mari disse...

Marcinha,

É a mais pura verdade.

Muitas vezes me reservo em escrever algo, diante da interpretação que podem dar, assim mesmo, raras vezes arrisco. Por isso, a reticência é a minha companheira. Dividamos o subjetivo...

Bjs pra você bela!